The Sleeper and The Spindle (A Bela e A Adormecida) de Neil Gaiman

 

Neil Gaiman há algum tempo começou a revisitar histórias clássicas e foi colocando seu toque fantástico aqui e ali.

Por algum motivo demorou até que eu realmente notasse o livro, mas a primeira vez que coloquei as mãos nele, foi amor a primeira vista.  O livro capa dura, vem com uma sobrecapa transparente que complementa a capa. Ele é todo ilustrado (impresso em papel couchê) por Chriss Ridell com a sua tradicional ilustração tricolor dessa vez em preto, branco e dourado. O que dá um toque a mais nesse acabamento de luxo.

Não é um livro para causar polêmicas, mas sim para quebrar tabus.

Nossa protagonista é talvez uma das mais frágeis das princesas (agora rainha) com sua pele branca como a neve, mas como sempre, as aparências enganam. A Branca de Gaiman é ousada, corajosa, independente, sabe o que quer e nesse momento ela quer ajudar seus súditos.

As vésperas de seu casamento, Branca fica sabendo através dos anões que uma praga assola o reino vizinho, todos estão caindo sob a maldição do sono que mantém a Bela Adormecida aprisionada em seu castelo.

Sem pensar suas vezes ela veste sua armadura, pega sua espada, sobe no cavalo e parte para a aventura com 3 anões ao seu lado.

O livro é curto, praticamente um conto, mas tem o peso de um romance.

A abordagem nada convencional de Gaiman deixando o príncipe no banco de reserva e mandando a garota para a aventura dá um frescor a narrativa a cada decisão tomada pela protagonista. Ele fez algo parecido em Fortunately, the milk, onde o pai de duas crianças vive aventuras inimagináveis para levar o leite para casa e colocar no cereal dos filhos.

Uma constante na obra do Gaiman é a reinvenção.

Por mais que seja um dos meus autores favoritos, cada livro é diferente do outro, e eles sempre surpreendem! E o que me conquistou nesse livro foi o fim surpreendente.

Não pense que por conhecer a história da Branca de Neve ou da Bela Adormecida você já sabe o que te espera. Gaiman é o senhor das tramas e consegue nos enganar direitinho, finge que está indo para um lado e quando você percebe está do lado oposto.

Completamente Girl Power!

O polêmico beijo

Uma das ilustrações centrais do livro é a cena em que a bela adormecida é despertada por um beijo da Branca.

IMG_0512

Muitos censuraram a cena antes mesmo de saber do que se tratava, e quem só leu o livro por causa dela criticou Gaiman por não ser exatamente o que esperavam.

A cena existe, mas também há um contexto! Mas para saber mais sobre isso você vai ter que ler o livro. É uma parte muito interessante da trama. O desenrolar da historia dentro do quarto da Bela Adormecida é sensacional.

Eu, mais do que fã declarada dessa dupla incrível que é Neil Gaiman e Chris Ridell, esperava que fosse um livro incrível e ele conseguiu ser mais que isso. Com o acabamento impecável ele é definitivamente uma obra de arte para se ter na estante.

Minha edição é a importada publicada pela Bloomsbury, mas ela já está disponível em português pela Rocco (Na Amazon, Saraiva e Submarino) já estive com a edição nacional em mãos e posso dizer que ficou tão boa quanto a importada.

Dessa vez a Editora Rocco caprichou no acabamento.

Se quiser matar um pouco da curiosidade a Editora disponibilizou uma amostra AQUI.

Deixe uma resposta