Nimona de Noelle Stevenson

Arqui-inimigos, Dragões, Ciência, Simbolismo. Um épico engraçado e refrescante com uma energia incrível. Ou seja, um dos favoritos do ano!

Nimona é umas dessas Hq’s que conquista todo mundo que acaba lendo uma página ou outra, assim devagarzinho sem que você perceba…

O que inicialmente era o trabalho de duas páginas para a conclusão de curso de Noelle Stevenson, acabou se transformando em uma webcomic (em 2012) que acabou se transformando em uma HQ (em 2015) pela Harper Collins.

O que é meio irônico já que Nimona é uma jovem shapeshifter que se torna aprendiz do grande vilão Lord Ballister Blackheart.

A missão da dupla é provar ao reino que Sir Ambrosius Goldenloin e seus amigos do Institution of Law Enforcement and Heroics não são os heróis que todo mundo pensa que são.

Mas pequenos atos de travessura Nimona intensificam o atrito entre eles e Sir Blackheart começa a perceber que os poderes dela são tão obscuros quanto seu passado. E seu lado selvagem e imprevisível pode ser mais perigoso do que ele está disposto a admitir.

Minha primeira surpresa foi dar de cara com uma sidekick de vilão.

A abordagem um tanto impar não é a única que encontramos na Hq que acabou se tornando um dos trabalhos mais originais que já li por misturar elementos de Ficção Científica, Fantasia, Drama e Comédia e ainda abordar temas nada tradicionais sem se perder.

Essa é definitivamente uma das vantagens de acompanhar uma nova artista que não se limita em sua criação e abusa da imaginação.

As transformações não ficam apenas no super poder de Nimona, assistimos no decorrer da leitura o desenvolvimento de Noelle como quadrinista  e roteirista.

As primeiras páginas tem muitos quadros espremidos, com uma paleta de cores minimalista e ilustrações pouco detalhadas. E a partir do capítulo 3, que marca o início da Webcomic, ela começa a desenvolver melhor a trama e  as ilustrações.

O roteiro se desenvolve de maneira intensa e os personagens são desenvolvidos na medida certa, com passados obscuros que me deixaram extremamente curiosa e ansiosa enquanto lia. Stevenson conseguiu segurar o suspense com primor.

Blackheart é o vilão, mas conquistou meu coração! Com uma personalidade forte e pitadas de cientista maluco mas com valores de cavaleiro medieval.

Noelle aproveita para explorar temas como os rótulos impostos pela sociedade (e até por nós mesmos) as pessoas diante de acontecimentos acidentais. Os papeis que assumimos e atitudes que tomamos sob pressão.

O quadrinho que começa com piadas bem colocadas, se desenvolve com uma carga moral e emocional forte.

A leitura é rídiculamente rápida! Então não há desculpa para não ler!
Você tem tempo pra ler essa HQ!

A Edição ganha destaque na impressão em Couché graças as cores usadas por Noelle que iluminam as páginas.

A HQ de 11 capítulos tem bônus e sketches no final.

Ganhou em 2013 Melhor Webcomic do Ano no Slate Book Review – Cartoonist Studio Prize e foi indicada ao Harvey e ao Eisner.

Você pode (e deve) ler os três primeiros capítulos aqui.

Ah e se você acha que já viu um desenho assim parecido… talvez tenha sido nas capas de Fangirl da Rainbow Rowell.

Enfim, Nimona é um portifólio dos talentos de Noelle e com certeza podemos esperar trabalhos incríveis da jovem artista. Além disso a HQ já tem animação confirmada pela FOX

Em Setembro de 2014 quando terminou de publicar Nimona no Tumblr a autora começava a se dedicar a outro projeto. Assim nascia Lumberjanes! Mas isso é papo pra outro dia…

1 comentário sobre “Nimona de Noelle Stevenson”

Deixe uma resposta