Eu Mato Gigantes de Joe Kelly e JM Ken Niimura

[Se preferir ver a resenha em vídeo clique AQUI]

Se não fosse pelo título eu provavelmente nunca teria aberto essa HQ.

Publicada aqui no Brasil pela pequena (mas de qualidade excepcional) NewPOP, o título da Image Comics permanece escondido em meio a prateleiras de livrarias sem o devido valor.

Barbara é uma nerd que vive escondida atrás de livros de D&D na sala de aula e no intervalo. Ela não tem amigos, usa orelhas de coelho e mata gigantes!

A primeira vista isso resumiria tudo… mas a verdade é maior que isso.

Nossa protagonista introvertida que não confia nas pessoas, se refugia da realidade em seu próprio mundo como um escape à realidade.

Eu mato gigantes é uma HQ de sensibilidade impar!

A trama se desenvolve de acordo  com o retorno de Barbara a realidade. Os autores conseguem fazer essa transição com delicadeza, revelando aos poucos o que acontece na vida de Barbara conforme ela lida com os problemas que a cercam.

É mais uma demonstração de como um trabalho simples e bem feito pode ser tão significativo e que a ficção pode nos servir nos momentos difíceis como um ombro amigo.

A trama é rápida e se desenvolve sem tropeços com mensagens que você poderia considerar as mais clichês possíveis mas que nas mãos de Joe Kelly e J. M. Ken Niimura se transformam em uma narrativa original.

Lembrando que as pessoas são mais do que aparentam, que a ajuda as vezes vem dos lugares mais improváveis e que a ficção muitas vezes nos ajuda a sobreviver a realidade.

Como disse, por mais clichê que possa parecer a execução não é.

O que nos surpreende mais uma vez e com certeza o desenvolvimento da narrativa é a melhor parte da HQ onde tudo é entregue na hora certa!

A pior parte fica por conta de uma personagem.

Taylor é a clássica garota valentona que pratica bullying com a protagonista e todos os outros nerds da escola. Por vezes ela parece uma personagem a parte e que não faria falta na trama, mas no fim acaba tendo um papel fundamental. Ainda assim, foi a única coisa que me pareceu fora do lugar em toda a trama.

A Edição da NewPOP é muito boa! Foi a primeira HQ que comprei da Editora e me surpreendeu. Apesar de ser de capa cartonada a HQ é em papel couche e com impressão de qualidade.

O preço não é o melhor do mercado (R$39,90) mas dada a realidade do mercado editorial de quadrinhos brasileiro, o tamanho da editora e a qualidade do produto final… Definitivamente vale a pena!

Imersão: 90%   é muito fácil entrar na trama.

Classificação: 4 estrelas

Publico alvo: Leitor que procura Hq’s mais humanas e que apesar de ter muitas referencias pop, fala da realidade de ser humano e de como sobrevivemos a vida com a ajuda um dos outros.

No fim da HQ ainda temos um pequeno bônus onde os autores comentam sobre a produção da HQ.

Enfim, corre ler!

Deixe uma resposta